Crítica | 'I Told Sunset About You' além de uma aula de cinema, nos ensina muito sobre sentimentos

Nadao Bangkok é uma agência e produtora audiovisual subsidiária da divisão de cinema da gigante GMM Grammy. Pioneira em mostrar o romance teen homoafetivo em séries, demorou um pouco para produzir sua primeira série BL, mas a demora valeu a pena.

Após o sucesso repentino do quase casal secundário interpretado por Billkin Putthipong e PP Krit em "My Ambulance", a empresa reuniu o mesmo time que os alçou a fama para agora produzir a série onde eles fossem os protagonistas. Após descartada a estranha ideia de ser uma sequência, optou-se por usar de experiências dos próprios atores enquanto adolescentes para escrever um roteiro original.

image description Pôster promocional

Contando a história de dois ex amigos de infância, Teh e Oh Aew, que se reencontram no pré-vestibular, "I Told Sunset About You" é um delicado e doloroso retrato do desabrochar da sexualidade. Ao contrário de outras obras que tentam seguir uma linha mais realista, mas que acabam por cair em clichês cansados, frases de efeito e falas expositivas longas, o time de roteiristas encabeçado pelo diretor (Boss Kuno) optou por caminhos nem sempre fáceis de aceitar, mas que nos fazem refletir muito.

A inconsequência, o medo de ser quem é, a necessidade de se sentir parte de um grupo são palpáveis durante toda a narrativa. Apesar da pressão que os meninos jovens se impunham para falar sobre garotas, em nenhum momento parecia explorativo  apenas com o intuito de reafirmar a heterossexualidade dos personagens como outros BLs costumam fazer ou pior: Fazer piada. Era apenas um retrato de jovens tentando se incluir. Assim como a sexualidade dos seus colegas nunca é questionada quando se torna pública. Apesar de sutil, se via mais uma preocupação na felicidade do colega e não um julgamento e sem frases de aceitação genéricas. 

O apreço técnico não se limitou a narrativa, mas pode ser notado em todo o design de produção, fotografia e figurino. Com as cores e os produtos oficiais que viriam a ser vendidos costurados com a narrativa, nada pareceu artificial. A trilha sonora original foi bem utilizada, com suas variações e tinha uma significância na narrativa. Billkin e PP ao se tornarem protagonistas viram uma grande pressão, mas não decepcionaram, ainda que o diretor tivesse um apresso por cenas dramáticas impactantes, algumas tendo sido longas de mais se tornando desconfortáveis sem necessidade, por muito pouco fugindo do piegas. 

O vazio que "I Told Sunset About You" vai deixar por enquanto vai além do apego pelos personagens que tivemos. A partir de agora temos um parâmetro muito elevado do que é uma boa série BL tailandesa, será que vamos conseguir curtir as séries um tanto mal acabadas mas bem mais leves daqui pra frente da mesma forma?

Postar um comentário

0 Comentários